Joinville Jazz Big Band inicia 2017 com projeto de capacitação de novos talentos

A Joinville Jazz Big Band dá mais um importante passo para implementar uma escola de jazz. Além da manutenção e aprimoramento do grupo, o projeto apoiado pelo Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura, irá capacitar “Novos Talentos”, através de Oficinas realizadas entre os integrantes da JJBB e músicos da cidade de Joinville e região que tenham interesse em experimentar esta linguagem musical.

Nesta ação de expansão denominada Novos Talentos serão realizadas uma Oficina de Prática de Big Band, ministrada pelo Diretor Musical da JJBB, Marcos Archetti, em seis etapas de duas horas; uma Oficina de Técnica de Improvisação, aplicada pelo diretor geral e produtor executivo do projeto, Gledison Zabote, em quatro módulos de três horas e meia; seis participações como ouvinte durante os Ensaios por Naipes, com duração de uma hora a cada dois meses, quando os músicos integrantes da JJBB terāo a possibilidade de ensinar e transmitir o aprendido para estes estudantes; e seis participações como ouvinte durante os Ensaios Gerais, com duração de duas horas a cada dois meses, onde os alunos poderão absorver conceitos de uma big band.

“Nosso objetivo, desde o início dos trabalhos em 2011, foi consolidar o trabalho do grupo e transformar a JJBB em uma Escola de Jazz, com o intuito de capacitar futuros músicos com conhecimentos técnico e teórico. Através do Novos Talentos a Joinville Jazz Big Band completará mais uma etapa deste ciclo pedagógico”, argumenta Zabote.

O público alvo do Novos Talentos são alunos das escolas de músicas de Joinville, alunos da Casa da Cultura, músicos das bandas de igrejas, alunos da Banda do Corpo de Bombeiros, músicos autodidatas e afins. “A proposta da ação Novos Talentos tem um caráter agregador e não é direcionada apenas a jovens prodígios, mas tem por objetivo descobrir novas pessoas interessadas pela linguagem do Jazz, sem discriminação de idade ou nível musical”, explica Archetti.

As oficinas e participação nos ensaios são gratuitas aos alunos, como uma das formas de contrapartida social do projeto. Serão oferecidas 40 vagas e é necessário ter domínio mínimo do instrumento e conhecimento básico de leitura musical. O início das atividades será no dia 18 de março, na Escola Municipal Pastor Hans Müller. As inscrições podem ser feitas até o dia 11 de março pelo email: marcosarchettimusica@gmail.com .

Ficha de inscrição, baixe aqui: ficha-de-inscricao-novos-talentos

cartaz-novos-talentos-novo-logo-1

Capacitação Continuada

Em 2017 as atividades com os integrantes da JJBB tiveram início no dia 16 de janeiro. Este ano os Ensaios por Naipes serão gerenciados pelos coordenadores de núcleos: saxofones – Ernst Werner Klipp; trompetes – Jairo Alexandre Espindola; trombones – Everton Luis Alves; seção rítmica (cozinha) – Michel Falcão, com curadoria do Diretor Musical Marcos Archetti. Os encontros terão três horas de duração e serão realizados uma vez ao mês, alternados com os Ensaios Gerais.

Os Ensaios Gerais serão gerenciados pelo Diretor Musical e Coordenador de Ensaios Geral (Marcos Archetti) e pelo Auxiliar de Ensaios Gerais (Cledemilson da Silva) e acontecerão mensalmente (alternados com os Ensaios de Naipes), com três hora e meia de duração.

O foco principal da capacitação continuada é o desenvolvimento técnico para “Improvisação”, sob a ótica dos três principais elementos da música: Melodia, Harmonia e Ritmo. Para atender este objetivo será ministrada por Marcos Archetti a Oficina “Ritmo e Harmonia do Sul”, dividida em dois encontros de quatro horas; e a Oficina “Improvisação Melódica – Léxico e Tradição”, aplicada por Gledison Zabote, em um encontro de quatro horas.

Como forma de contrapartida social, o desenvolvimento do trabalho realizado pela Big Band, será apresentado na forma de seis Concertos Didáticos, em diversos locais e projetos do município, com acesso gratuito ao público.

A Joinville Jazz Big Band reúne-se quinzenalmente, a partir das 19 horas, na Escola Municipal Pastor Hans Müller, para as suas atividades de formação e ensaios. O projeto tem apoio cultural da Prefeitura de Joinville e Fundação Cultural de Joinville, por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC.

jjbb-ensaio-geral-28-03-2016-13

Ensaio Geral da Joinville Jazz Big Band na Escola Municipal Pastor Hans Müller. Foto Mirian Arins.

Joinville Jazz Big Band

Primeira Big Band Jazzística do município de Joinville, a Joinville Jazz Big Band foi idealizada pelo músico Gledison Zabote e iniciou os trabalhos em setembro de 2011. De forma voluntária, músicos profissionais e amadores que possuíam interesse em aprender e desenvolver a linguagem do jazz nesta formação, mas que não encontravam espaços formais para aprimorá-la, decidiram montar a Big Band e iniciar os primeiros ensaios.

Sob a coordenação de Gledison Zabote e direção musical de Marcos Archetti, 17 instrumentistas, divididos em quatro naipes (saxofones/flautas, trombones, trompetes e seção rítmica), executam um repertório que alia clássicos do jazz e da música brasileira, a arranjos especialmente realizados para a formação de repertório mais moderno e obras autorais.

Com apoio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC realiza um projeto de formação continuada com capacitação em harmonia/improvisação, capacitação rítmica, elaboração de arranjos originais, ensaios por naipe e ensaio geral.

Este trabalho transformou a Joinville Jazz Big Band em referência de qualidade musical, lotando todas as apresentações que tem realizado. Destacam-se os concertos com participação do baterista Sergio Gomes e da cantora Ana Paula da Silva, em 2013, no Teatro do Sesc Joinville. Em 2014, os concertos com arranjos e regência de Rafael do Santos no Porão da Liga; com arranjos de Marcos Archetti e participação do Quarteto Enraizados, no Teatro do Sesc Joinville; no Panorama Musical do Sesc em Jaraguá do Sul; e dois shows no Teatro do Sesc Joinville. Em 2015, Concerto de Aniversário no Teatro Juarez Machado, com participações da cantora Lily Blumerants e do trombonista Sergio Coelho; e no Aldeia Palco Giratório do Sesc, no Teatro Municipal de Itajaí, com participações de Lily Blumerants e Sergio Coelho. Em 2016, o Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, com participações especiais dos músicos Alegre Corrêa, Gabriel Vieira e Lily Blumerants, no Teatro Juarez Machado; e o Show no TAC 7:30, com Lily Blumerants, Alegre Corrêa e Gabriel Vieira, no Teatro Álvaro de Carvalho.

Nos shows o grupo apresenta um variado leque de propostas estilísticas, que vai do jazz ao maracatu, com foco em um repertório mais autoral, com temas compostos e arranjados pelos músicos da Joinville Jazz Big Band, que farão parte do primeiro CD do grupo.

Show da Joinville Jazz Big Band no Teatro Juarez Machado, dia 20/08/2015, em Joinville - SC. Foto Mariá Zabote.

Show da Joinville Jazz Big Band no Teatro Juarez Machado, dia 20/08/2015, em Joinville – SC. Foto Mariá Zabote.

Formação:
Saxofones/flautas: Ernst Klipp (coordenador de naipe, sax tenor e flauta), Jônatas Silveira (sax alto), Manoel Coutinho Madruga (sax alto), André Leitzke (sax tenor), e Eduardo Santos (sax barítono e flauta). Trombones: Everton Luis Alves (coordenador de naipe), Eliton Faria, Misael Kautnick, e Samuel Gessner. Trompetes: Jairo Alexandre Espindula (coordenador de naipe), Joel Roberto de Moraes, Jonatan de Souza Nunes, e Jedielson Soares. Sessão Rítmica: Michel Falcão (coordenador de naipe e contrabaixo), Rafael Vieira (bateria), Fabio Oliveira (piano), e Cledemilson Silva (guitarra). Direção Geral e Produção Executiva: Gledison Zabote. Direção Musical e Arranjos: Marcos Archetti.

 

Serviço:

Inscrição de Novos Talentos

Oficina de Prática de Big Band – com Marcos Archetti

Oficina de Técnicas de Improvisaçāo – com Gledison Zabote

Participações nos Ensaios por Naipes e nos Ensaios Gerais

Pré-requisitos: Domínio mínimo do instrumento e conhecimento básico de leitura musical.

Início das atividades: 18/03/2017

Inscrições até: 11/03/2017 pelo email: marcosarchettimusica@gmail.com

Inscrições Gratuitas

Baixe aqui a sua ficha de inscrição:

ficha-de-inscricao-novos-talentos

ficha-de-inscricao-novos-talentos

 

ficha-de-inscricao-novos-talentos-1
Canal da JJBB no YouTube:

https://www.youtube.com/channel/UCoW-Xpy8NNB0ySNyznp884w

 

Vídeos do tema Maracatu pro Carlota (Gledison Zabote):

https://www.youtube.com/watch?v=19-0WSPS114&index=4&list=PLI3ZP9TugZyOz0Xmbx7njxeJphLZXv5Hw

 

Facebook:

https://www.facebook.com/JoinvilleJazzBigBand

 

Mais Informações:
Marcos Archetti: (47) 99623-5799
Mirian Arins: (47) 99965-4637
upa.arte@gmail.com – upacultura.wordpress.com
24 de fevereiro de 2017.
Fotos: Mariá Zabote e Mirian Arins.
Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

Domingo tem Concerto Didático da Joinville Jazz Big Band na Sociedade Cultural Lírica

A Joinville Jazz Big Band se apresenta neste domingo (11/12), nos Concertos Matinais da Fundação Cultural de Joinville. O Show será às 10h30min, na Sociedade Cultural Lírica, com entrada gratuita. Sob a coordenação de Gledison Zabote e direção musical de Marcos Archetti, 17 instrumentistas, divididos em quatro naipes (saxofones/flautas, trombones, trompetes e seção rítmica) executam um variado leque de propostas estilísticas que vai do jazz ao maracatu. Além do repertório autoral, que fará parte do primeiro CD do grupo, a apresentação traz clássicos do jazz arranjados especialmente para esta formação.

A apresentação faz parte da contrapartida social do Projeto Joinville Jazz Big Band – Manutenção de Grupos. A Joinville Jazz Big Band reúne-se todas as segundas, a partir das 19 horas, na Escola Municipal Pastor Hans Müller, para as suas atividades de formação e ensaios. O projeto tem apoio cultural do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC Joinville.

cartaz-a3-joinville-jazz-big-band-11-dezembro-2016

Joinville Jazz Big Band

Primeira Big Band Jazzística do município de Joinville, a Joinville Jazz Big Band foi idealizada pelo músico Gledison Zabote e iniciou os trabalhos em setembro de 2011. De forma voluntária, músicos profissionais e amadores que possuíam interesse em aprender e desenvolver a linguagem do jazz nesta formação, mas que não encontravam espaços formais para aprimorá-la, decidiram montar a Big Band e iniciar os primeiros ensaios. No final de 2012 o Grupo teve seu primeiro projeto aprovado no mecenato de Joinville, o que possibilitou um ano de formação, ensaios e shows.

Após um período sem apoio institucional, o Grupo volta a receber o incentivo da Prefeitura Municipal de Joinville, por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC / Fundação Cultural de Joinville, Projeto Joinville Jazz Big Band, modalidade Manutenção de Grupos. Com estes recursos, a Joinville Jazz Big Band retoma em 2015 o projeto de formação continuada com capacitação em harmonia/improvisação, capacitação rítmica, elaboração de arranjos originais, ensaios por naipe e ensaio geral. Como contrapartida, serão realizados seis concertos gratuitos em diversos locais da cidade.

Este trabalho transformou a Joinville Jazz Big Band em referência de qualidade musical, lotando todas as apresentações que tem realizado. Destacam-se os concertos no Teatro do Sesc Joinville, 22/09/2013, com participação do baterista Sergio Gomes e da cantora Ana Paula da Silva; no Porão da Liga, 23/02/2014, com arranjos e regência de Rafael do Santos; no Teatro do Sesc Joinville, 13/03/2014, com arranjos de Marcos Archetti e participação do Quarteto Enraizados; no Panorama Musical do Sesc em Jaraguá do Sul, dia 07/11/2014; dois shows no Teatro do Sesc Joinville, 09/11/2014; no Teatro Juarez Machado, em 20/08/2015, com participações da cantora Lily Blumerants e do trombonista Sergio Coelho; no Aldeia Palco Giratório do Sesc, 04/10/2015, no Teatro Municipal de Itajaí, com participações de Lily Blumerants e Sergio Coelho; o Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, com participações especiais dos músicos Alegre Corrêa, Gabriel Vieira e Lily Blumerants, dia 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado; e o Show no TAC 7:30, dia 29/11/2016, com Lily Blumerants, Alegre Corrêa e Gabriel Vieira, no Teatro Álvaro de Carvalho.

Show da Joinville Jazz Big Band no Projeto TAC 7:30, dia 29/11/2016, no Teatro Álvaro de Carvalho, em Florianópolis - SC. Foto: Mirian Arins.

Show da Joinville Jazz Big Band no TAC 7:30, dia 29/11/2016, no Teatro Álvaro de Carvalho, em Florianópolis – SC. Foto: Mirian Arins.

Formação
Saxofones/flautas: Ernst Klipp (coordenador de naipe, sax tenor e flauta), Jônatas Silveira (sax alto), Manoel Coutinho Madruga (sax alto), André Leitzke (sax tenor), Eduardo Santos (sax barítono e flauta). Trombones: Everton Luis Alves (coordenador de naipe), Jeferson Souza, Eliton Faria, Samuel Gessner. Trompetes: Jairo Alexandre Espindula (coordenador de naipe), Jedielson Soares, Thiago Margarida, Joilson de Almeida. Sessão Rítmica: Michel Falcão (coordenador de naipe e contrabaixo), Rafael Vieira (bateria), Fabio Oliveira (piano), Cledemilson Silva (guitarra). Direção Executiva: Gledison Zabote. Direção Musical e Arranjos: Marcos Archetti.

Concerto Didático da Joinville Jazz Big Band na Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior, dia 18/11/2016, em Joinville - SC. Foto: Mirian Arins.

Concerto Didático da Joinville Jazz Big Band na Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior, dia 18/11/2016, em Joinville – SC. Foto: Mirian Arins.

Serviço:

Concerto Didático da Joinville Jazz Big Band

Concertos Matinais

Domingo – 11/12 – Às 10h30min

Na Sociedade Cultural Lírica

Rua Max Colin, 1483, América, Joinville – SC

Entrada Franca

Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, dia 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado. Foto Mirian Arins.

Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, dia 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado. Foto Mirian Arins.

Links no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=uikzioxanoA&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC&index=1

https://www.youtube.com/watch?v=EStwjt_sDSI&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC&index=3

https://www.youtube.com/watch?v=EStwjt_sDSI&index=3&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC

https://www.youtube.com/watch?v=BKdVsYlzy0g

Facebook:

https://www.facebook.com/JoinvilleJazzBigBand

Show da Joinville Jazz Big Band no Teatro Juarez Machado, dia 20/08/2015, em Joinville - SC. Foto Mariá Zabote.

Show da Joinville Jazz Big Band no Teatro Juarez Machado, dia 20/08/2015, em Joinville – SC. Foto Mariá Zabote.

Mais Informações:
Marcos Archetti: (47) 9623-5799
Mirian Arins: (47) 9965-4637
upa.arte@gmail.com – upacultura.wordpress.com
06 de dezembro de 2016.
Fotos: Mariá Zabote e Mirian Arins.
Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

Música com Andreza Flores e Rafaelo de Góes no Brique do Sesc em Itajaí neste domingo

Neste domingo (04/12) tem música com Andreza Flores e Rafaelo de Góes no Brique do Sesc em Itajaí. O projeto Brique do Sesc visa valorizar o artesanato, música, culinária e apresentações artísticas de grupos locais, estabelecendo um espaço de trocas e fruição artística em um espaço cultural. O evento acontece das 10 às 16, na nova sede do Sesc e a música rola das 11 às 15 horas.

Andreza Flores, nascida na cidade de Joinville sempre influenciada pelas artes, escolheu a música ainda adolescente, quando mudou para Itajaí e iniciou seus estudos através dos Festivais de Música de Itajaí. Foi assim rodeada por grandes músicos como Marcos Leite, Celso Branco, Clara Sandroni, Pablo Trindade e tantos outros mestres que influenciaram a musicalidade desta cidade.

Sua atuação profissional teve inicio em 2002, e desde então já realizou projetos nas principais capitais do sul e sudeste do Brasil, como São Paulo, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. Hoje, acadêmica do curso superior em Música na Univali, expande seu trabalho para o meio educacional, lecionando técnicas vocais e musicalização.

No meio artístico faz parte do projeto Raiz da Bossa, que desde 2011 vem proporcionando para seu público o resgate do Samba de Raiz e da Bossa Nova. Em seu repertório busca transmitir a diversidade cultural brasileira através das varias vertentes do samba, incluindo Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Adoniran Barbosa, Jacson do Pandeiro e outros. Além de participar de Musicais como: “Onde esta a Felicidade?” em 2013, e “Tempos de Amor ou Tempos de Guerra: De que lado você está?”, em 2014.

Fez participação especial na gravação do CD “Pode Ser de Manhã” – Moriel da Costa em 2012, e do CD “Luaria” – Casa de Orates em 2013. Atualmente é integrante do GPI – Grupo de Percussão de Itajaí, participou da gravação áudio visual da música Royals (Lorde), arranjada pelo GPI e divulgada pelo canal do Youtube: Nossa Toca, atingindo mais de setenta mil acessos em menos de um mês de publicação.

andreza-flores-foto-andre-maia

Andreza Flores. Foto André Maia.

Rafaelo de Góes é compositor, instrumentista (violão, violão 7cordas, cavaquinho) e cantor. Participou nos últimos anos em Santa Catarina de musicais de samba, chorinho, MPB, repertórios autorais próprios e de novos artistas.

Participou dos Musicais: “Tudo Que É Samba, Samba!”, com Mario Uriarte Neto, Ricardo Pauletti e Banda; “Musical Sambíssima Trindade”, sobre a obra de Cartola, Lupicínio Rodriguez e Noel Rosa; “Samba, Choro e Coreto”, com o Grupo Siriguidum; “Samba De Bar”, com Bárbara Damásio e Willian Goe; Musical “Areté”, do Maestro Pablo Trindade. “Sambaião”, com Natalia Pereira, Luan Cavalieri, Jean Boca e Ivan Gomes.

Atua como músico, cantor, roteirista e diretor de projetos culturais e eventos. Na poesia participou da idealização e realização do Sarau Benedito entre 2006 e 2010 em Itajaí e em Edição Especial na Feira do Livro de Porto Alegre em 2009. Nas artes plásticas é membro fundador da Sociedade dos Pintores do Ângulo Insólito, idealizado e realizado junto ao multiartista Luiz Rettamozo (PR), desde 2007.

Como compositor tem músicas gravadas por cantoras como Giana Cervi, Ana Paula da Silva, Bárbara Damásio e Susi Brito; e parcerias dom Músicos do Clube Esquina como Beto Lopes e Murilo Antunes.

Aluno dos Festivais de Música de Itajaí e do Curso de Licenciatura em Música e Pós Graduação em Educação Musical da Univali. Participou entre 2008 e 2014 da Curadoria do Festival de Música de Itajaí e da Direção do Conservatório de Música Popular de Itajaí.

rafaelo-de-goes-foto-mirian-arins

Rafaelo de Góes. Foto Mirian Arins.

 

Serviço:

Brique do Sesc Itajaí

04 de dezembro – Domingo – das 10 às 16 horas

Música com Andreza Flores e Rafaelo de Góes – das 11 às 15 horas

Local: Rua Almirante Tamandaré, 259, Centro – Itajaí – SC

Entrada Franca

14102589_1163941150333292_6177215155454445821_n

 

Fan Page:

Andreza Flores: https://www.facebook.com/Andrezafloresmusica/

Rafaelo de Góes: https://www.facebook.com/nuarmusical/

 

Andreza Flores – Link Vídeo Royals – Lorde (GPI Grupo de Percussão cover):

https://www.youtube.com/watch?v=dLsWP2RqMl4

 

Andreza Flores – Link Vídeo RESPEITO É BOM (Luiz Meira):

https://www.youtube.com/watch?v=U4g5UOSaOIU

 

Rafaelo de Góes – Canal no YouTube:

https://www.youtube.com/user/Rafaelorahfa

 
Mais Informações:

Mirian Arins: (47) 9965-4637

Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

Fotos: André Maia e Mirian Arins.

02/12/2016

Quinteto Enraizados lança CD com música autoral instrumental sul-americana em dezembro

Shows de lançamento acontecem dias 02 em Itajaí e 11 e 14 em Joinville.

 

Vários países, cidades, linguagens artísticas e estilos musicais. A diversidade sem dúvidas é uma das características marcantes deste projeto musical e do primeiro CD do Quinteto Enraizados. Os Shows de lançamento acontecem dia 02/12, às 20 horas, no Teatro do Sesc Itajaí; dia 11/12, às 20 horas, no Teatro do Sesc Joinville; e dia 14/12, às 20h30min, no Conservatório Belas Artes em Joinville. Todas as apresentações terão entrada franca.

O grupo é formado por músicos oriundos de diferentes localidades do Brasil e Argentina e que encontraram na cidade Joinville (SC) a base para a realização de suas experimentações musicais. Integram o Quinteto Enraizados os músicos Marcos Archetti (contrabaixo), Edilson Forte (piano), Gledison Zabote (saxofones), Rafael Vieira (bateria) e Gabriel Vieira (violino).

Neste trabalho, que leva o nome do grupo, é possível perceber as influências musicais tanto brasileiras como argentinas mescladas ao jazz. O Quinteto Enraizados desenvolve um repertório formado na sua totalidade por composições próprias. O CD Enraizados, foi realizado com patrocínio do Município e Fundação Cultural de Joinville por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura.

O disco também conta com a participação das vozes de Débora Aline, Felipe Harger e Rafaela Antonioli; Ramon Murcia na zabumba e triângulo; e Marina Arreseygor no violoncelo, onde o grupo demonstra o interesse pela experimentação tímbrica.  De grande importância foi a contribuição da artista plástica irlandesa Roisin Hahessy, que residindo atualmente em Joinville, soube retratar graficamente o espírito do grupo na ilustração de capa do CD. A arte final foi realizada pelo designer londrinense Robson de Oliveira.

Para Marcos Archetti o Quinteto Enraizados simboliza o encontro humano através da arte, uma busca de identidade, mas sem se limitar ao mais próximo e familiar, senão com o claro desejo de transcender fronteiras não só físicas, mas também culturais. Apesar de Enraizados em lugares, costumes e sons que não são aqueles de onde eles vêm, os músicos encontraram uma linguagem própria e comum que se traduz numa proposta artística original.

enraizados-divulgacao_facebook

Enraizados

O projeto iniciou como um duo formado pelos músicos Marcos Archetti, de La Plata, estado de Buenos Aires – Argentina; e Edilson Forte (Tatu), de Ourinhos, estado de São Paulo – Brasil. Os dois artistas encontraram-se na cidade de Joinville – Santa Catarina, numa busca musical de corações abertos, porém com um sentimento forte das suas culturas musicais. Nessa mistura apareceram composições autorais e releituras de músicas de artistas como: Hermeto Pascoal, Astor Piazzolla, Rubén Rada e Egberto Gismonti, entre outros.

Tratou-se de uma busca que procurou não apenas aprofundar, mas também ampliar a linguagem da música popular de raiz, dentro de uma conversa entre piano e contrabaixo numa interação repleta de situações que iam da musica cuidadosamente arranjada à extrema liberdade e improvisação.

Posteriormente o duo incorporou mais músicos até tornar-se um quinteto. Primeiramente agregou ao grupo o saxofonista Gledison Zabote e logo após o baterista Rafael Vieira (depois da passagem de Mauro Borghezan) e finalmente Gabriel Vieira, no violino. Esta formação permitiu ao grupo encarar um trabalho de arranjos mais elaborados, além de abrir exponencialmente as possibilidades de combinações de timbres e orquestração, sempre dentro da linha original, onde a interação e a improvisação também têm papéis muito importantes.

Atualmente o Quinteto Enraizados desenvolve um repertório formado na sua totalidade por composições próprias.

Quinteto Enraizados. Foto: Mariá Zabote.

Quinteto Enraizados. Foto: Mariá Zabote.

Serviço:

SHOWS DE LANÇAMENTO DO CD ENRAIZADOS COM O QUINTETO ENRAIZADOS

Entradas Gratuitas

 

02 de dezembro – Sexta – 20 horas

Local: Teatro do Sesc Itajaí

Rua Almirante Tamandaré, 259, Centro – Itajaí – SC

 

11 de dezembro – Domingo – 20 horas

Local: Teatro do Sesc Joinville

Rua Itaiópolis, 470, Bairro América – Joinville – SC

 

14 de dezembro – Quarta – 20h30min

Local: Conservatório Belas Artes de Joinville

Rua Aubé, 427, Bairro Saguaçu – Joinville – SC

Quinteto Enraizados. Foto: Mariá Zabote.

Quinteto Enraizados. Foto: Mariá Zabote.

Links no YouTube:

www.youtube.com/channel/UCDATgXUif4bQjx2REWvvjlg

Facebook:

www.facebook.com/quintetoenraizados

Mais Informações:
Marcos Archetti: (47) 9623-5799
Mirian Arins: (47) 9965-4637
upa.arte@gmail.com – upacultura.wordpress.com
28 de novembro de 2016.
Fotos: Mariá Zabote.
Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

RELEASES DOS MÚSICOS:

MARCOS ARCHETTI – Contrabaixo

O baixista, arranjador, compositor e docente Marcos Archetti nasceu em 1976 em Buenos Aires, Argentina, mas a partir dos seis anos se radicou na cidade de La Plata. Atualmente mora na cidade de Joinville, Santa Catarina.

O músico se aventurou em vários estilos de música popular, e também tem mostrado interesse na música acadêmica, tanto por seus estudos de piano no renomado Instituto de Música Educadora Platense Silvia Malbrán e pelo fato de que sua mãe é uma cantora de ópera e executa solo como forma e no coro do Teatro Argentino de La Plata, como por ter liderado numerosos projetos de grupos numerosos como compositor e arranjador.

Estudou instrumento com Javier Malosetti, Alejandro Herrera e Christian Galvez. Também formado em harmonia e improvisação com os professores Nestor Gomez e Marrone Pino. Nos arranjos e composição com Guillermo Klein. Possui formação (incompleta) em Filosofia, área de conhecimentos que tem sido de vital importancia para desenvolver algumas das suas propostas pedagógicas.

Há vinte anos é músico profissional, realizando shows ou dividindo o palco com artistas como Liliana Herrero, Juan Quintero, Silvia Iriondo e Veronica Condomi no campo do folclore; André Marques, Robertinho Silva, Beto Caletti, Agustín Pereyra Lucen e Ana Paula da Silva, na música brasileira; Hugo Fatorusso, Abel Rogantini, Ernesto Snajer, Trio Classe única, Daniel Pipi Piazzolla, Guillermo Klein, na área do jazz.

Como diretor e arranjador da Banda Hermética música de Hermeto Pascoal, foi apresentado no Festival de Jazz e Outras Músicas da Capital Federal (2007), desde a apresentação do álbum “Calendario de los sonidos”, no Coliseo Teatro Podesta cidade de La Plata (2007), e até chegou a tocar com Hermeto Pascoal em uma grande apresentação do grupo em Maio de 2007, em Notorious (Buenos Aires). Cenários também excursionou muitos dos festivais de jazz e world music em toda a Argentina.

É o criador, diretor, compositor, arranjador, baixista e cantor de Kaymanta Kayman ensemble de onze membros, dedicado para executar obras de autoria, feitas no contexto da musica de raiz da Argentina e sul-américa, com forte influência de jazz moderno e a música clássica. Com um CD editado, este grupo já se apresentou em vários locais de La Plata e Buenos Aires, e em 2010, no Festival de Jazz de La Calle, realizada na cidade de Mercedes, no Uruguai vizinho. O conjunto participou da segunda edição do festival de música popular de La Plata (2012) e realizou turnês por várias cidades da Argetina (2013). Recentemente gravou o seu segundo trabalho, um DVD gravado ao vivo.

Forma junto com Mariano Cantero e Ana Archetti, um trio de música sul-americana popular, o “Trio Família”, com que eles executam algumas músicas propiras e composições de outros autores como Hugo Fatorusso, Ruben Rada, Herrera Hilda, entre outros. Com um CD editado e um segundo em produção, tem feito turnês por diferentes pontos da Argentina, Uruguay, Chile e Brasil.

É diretor musical, compositor e arranjador para a Joinville Jazz Big Band”, formação de 17 músicos com a qual tem se apresentado em diferentes cenários de Joinville e nas cidades de Jaraguá e Itajaí.

Deu seminários e oficinas de instrumento, prática de conjunto, improvisação, arranjos e composição em diversos estados do seu país, como Misiones, Mendoza, Neuquén, Rio Negro, La Pampa, Córdoba, Santa Fe, Tierra del Fuego, Chubut, e vários pontos da Província de Buenos Aires, além das aulas individuais. Ele também ensinou este workshop na cidade de Mercedes, no Uruguai, e em várias cidades do Brasil: Itajaí, Porto Belo, Blumenau e Joinville. Em várias dessas cidades tem realizado concertos com os participantes da oficina que, dado o seu modo aberto a qualquer instrumento, pode ter grandes formações com uma variedade de instrumentos que vão desde guitarra, percussão, piano, baixo elétrico, vocais, sopros de tudo tipo (metal, sax, clarinete, flauta, Andina ventos, etc) e até mesmo cordas, vibrafone e muito mais.

Lecionou durante 4 anos na carreira de Música Popular da Faculdade de Belas Artes, que pertence à Universidade Nacional de La Plata. Nessa instituição ensinou linguagem musical, e deu diferentes seminários: de arranjos, de pratica de conjunto sob musica latino-americanos, de composição e improvisação.

Atualmente mora na cidade de Joinville, SC, onde trabalha como assessor pedagógico e como coordenador da disciplina de Prática de Conjunto no Conservatório Belas Artes da mesma cidade, onde também leciona Contrabaixo Elétrico. Nessa instituição está sendo aplicado o chamado “Método Holístico”, uma proposta pedagógica trazida por Marcos Archetti. Ministra oficinas de contrabaixo e prática de conjunto em importantes festivais de música do Brasil e da Argentina. Lançou em 2015 o livro “Improvisação – Um método para a construção da liberdade”, aprovado pelo mecanismo de incentivo à cultura da cidade de Joinville (Simdec). O seu livro foi recentemente editado na Argentina através de Edições Melos.

Marcos Archetti. Foto: Jackson Nessler.

Marcos Archetti. Foto: Jackson Nessler.

 

EDILSON FORTE (Tatu) – Piano

O pianista Edilson Forte (Tatu) nasceu na cidade de Ourinhos/SP, onde estudou no Studium Instituto Musical e Artístico e iniciou sua caminhada pelo jazz com o Prof. Jairo Cavalcanti, tendo a oportunidade de se apresentar com os músicos Djalma Lima e Luizão Cavalcante.

Fez curso Preparatório do Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos em Tatuí/SP com o prof. Cláudio Borici (Federal) e formou-se no curso MPB/Jazz, com duração de quatro anos, tendo aulas de Piano com os professores Claudio Borici, Paulo Braga e André Marques; de Harmonia com Alexandre Bauab e Amador Longuini; de Percepção com Carlos Carranca; de Repertório com Paulo Flores, Paulo Braga e Fabio Leal; e de Ritmos Brasileiros com André Marques e Cléber Almeida.

Participou de dois festivais onde assistiu workshops com César Camargo Mariano, Carlos Malta, Hermeto Paschoal e Itiberê Zwarg. Foi professor de Piano Complementar do Conservatório de Tatuí. Participou da banda “Cambanda” do Prof. Paulo Flores e do “Grupo Mente Clara”, com os professores Fabio Leal (Guitarra), Rodrigo Braz (Bateria), César Roversi (Saxofone) e Sérgio Frigério (Contrabaixo).

Apresentou-se duas vezes nos Festivais de Jazz de Tatuí, tendo como solista em uma oportunidade o saxofonista Vinicius Dorin. Atuou em diversas bandas de baile dos estados de São Paulo e Paraná. Trabalhou na empresa SP3 por quatro anos e meio como diretor musical, tecladista e pianista em transatlânticos na Europa. Foi tecladista e compositor de trilhas para o espetáculo Aqua na Banda do Parque Beto Carrero World.

Em 2010, viajou pelo estado de Santa Catarina com a turnê Fantasia do grupo de Arnou De Melo, contrabaixista da cidade de Itajaí e fez parte da gravação do DVD “Cirandinha” da cantora Giana Cervi, com participação especial de Leila Pinheiro; e do DVD “Você é mesmo essa flor” da cantora Bárbara Damásio, com participação de Elza Soares. Em 2011 foi pianista, tecladista e diretor musical no projeto “Com que Roupa” de Noel Rosa, gravado na cidade de Florianópolis, juntamente com o músico guitarrista, arranjador e compositor Cássio Moura, que fez a produção musical.

No 14º Festival de Música de Itajaí, participou do Show da cantora Giana Cervi e Bárbara Damásio na abertura do Show da Roberta Sá. Em abril de 2012 ingressou no Quarteto Rio Vermelho, de Florianópolis, com o qual participou do XXI Festival de Jazz em Lima, no Peru, realizou vários shows, panoramas Culturais do Sesc e acompanhou os shows do percussionista Marco Lobo em Santa Catarina.

Ministrou os cursos de Piano Popular Intermediário e Avançado no 15º Festival de Música de Itajaí. Participou da turnê Cirandinha da cantora Giana Cervi, pelo estado de SC e dos shows Acústico Brognoli em homenagem à Elis Regina, que teve a participação especial da cantora Luciana Melo e do Projeto Tamar Florianópolis, com a participação do pianista e compositor João Donato. Fez parte da banda base das Jam Sessions do Floripa Instrumental com os músicos Cássio Moura, Arnou De Melo, Mauro Borghezan e Jorginho do Trompete. É professor de Piano Popular, Harmonia Funcional e Prática de Conjunto no Conservatório Belas Artes de Joinville desde 2009.

Edilson Forte - Tatu. Foto: André Maia.

Edilson Forte – Tatu. Foto: André Maia.

 

RAFAEL VIEIRA – Bateria

Fala serena, olhar suave, carismático. É no ato de empunhar suas baquetas que Rafael Vieira assume visíveis habilidade e talento, justificados por uma sólida experiência. Aos 10 anos, já acompanhava o pai nas suas incursões pelo som. Aos poucos, passou a integrar a percussão em seu set. Estudou com André Steuernagel, Adriano Cidral, Rodrigo Paiva e Mario Jr. e fez oficinas e master classes com Zé Eduardo Nazário, Marcio Bahia, Endrigo Bettega e Edu Ribeiro. A carreira oficial começou aos 15 anos como baterista da Green Belly Express, banda liderada pelo cantor e compositor americano Rex Johnson. Depois, fez participações especiais nos álbuns da Circus Musicalis, Dudu Godoi, Vanessa Croge, Thales Godoi, Gandhi Martinez, entre outros.

Em 2004, uniu-se a outros três figuras em Os Depira. Tempos depois, Rafael Vieira resolveu atuar com produção musical nos projetos de Fevereiro da Silva (produção das baterias), Reino Fungi (auxiliar de estúdio) e Dona Chica (produção). Em uma importante oportunidade, foi músico de apoio na banda do blueseiro Celso Blues Boy. O músico ainda reativou o curso de bateria da Escola de Música Villa-Lobos – Casa de Cultura referência nacional (Joinville), em 2009. O ano de 2014 chegou junto ao ápice da sua trajetória. Inspirado pela maturidade e polivalência musical, formou o Araçá, quarteto que propõe releituras instrumentais de grandes clássicos. Prestes a finalizar o bacharelado em Música pela Universidade do Vale do Itajaí, o músico lança o segundo álbum de Os Depira, numa batida mais pesada, orgânica, profunda.

Atualmente o músico vem se dedicando ao seu estúdio que tem como especialidade a gravação de baterias e aos projetos musicais com a Joinville Jazz Big Band, Quinteto Enraizados, Grupo Percussão de Itajaí e atuando como sideman. Pelo talento do som, é simples identificar quem é Rafael Vieira.

Rafael Vieira. Foto: Mariá Zabote.

Rafael Vieira. Foto: Mariá Zabote.

 

GLEDISON ZABOTE – Saxofones

Nascido em Joinville, Gledison Zabote começou seu contato com o mundo musical muito cedo, iniciando na bateria e violão. Tempos depois descobriu o saxofone onde pôde se identificar com a música brasileira e o jazz. Estudou saxofone com Cláudio Moraes (SC), Vitor Alcântara (SP) e Emanuele Cisi (Italia). É formado em Harmonia e Improvisação pelo Conservatório Belas Artes de Joinville (Prof. Cássio Moura), além de participar de várias oficinas e workshops com grandes músicos de destaque nacional como, Roberto Sion, Marcelo Martins, Lupa Santiago, Carlos Ezequiel, Mario Sève, Nelson Faria, Conrado Paulino, Vinicius Dorin, Léa Freire, Daniel Maudonet, Gilberto De Syllos, Arismar do Espírito do Santo etc.

Já tocou com nomes como Vinicius Dorin, Fábio Torres, Heraldo do Monte, Bob Wyatt, Arismar do Espírito Santo, Gilberto de Syllos, Sergio Coelho, Ana Paula da Silva, Marcos Archetti, Martin Reuter etc.

Participou como músico atuante em diversos festivais de jazz. Recentemente integrando “Arnou de Melo Quarteto” realizou a turnê “Monções” em cidades da Itália e Espanha. Com seu mais recente trabalho, um duo com o pianista italiano Federico Bonifazi, fez parte da programação do “Torino Jazz Festival 2015”. Integrando “Cássio Moura Quinteto” apresentou-se em 2013 no 3º Jurerê Jazz Festival. Também participou de três edições do Joinville Jazz Festival ao lado de “Cássio Moura grupo”, “Dedo de Prosa”, “Banda do 62º Batalhão de Infantaria” e da “Joinville All Star Band” juntamente com Zuza Homem de Mello e Heraldo do Monte.

Dentro da programação do “Circuito SESC de Música 2015”, circulou junto a “Arnou de Melo Quarteto” por 26 cidades de Santa Catarina. Em 2012 circulou por duas vezes em duo com o baixista Arnou de Melo com o concerto “Soprando Baixo”. Em 2013 com este mesmo trabalho, realizou uma turnê que incluiu cidades de SC (Florianópolis, Joinville e Chapecó) e da Argentina (Mar del Plata, La Plata e Buenos Aires).  Em 2014 o duo lançou seu primeiro disco: “Soprando Baixo”.

Dirige e produz os trabalhos da “Joinville Jazz Big Band”, pioneira em seu estilo em Joinville (Projeto contemplado pelo Mecenato Municipal 2012). Integra diversos projetos culturais onde se destaca: o projeto “Um Dedo de Prosa sobre o Jazz”, “Impressões Musicais”, “Joinville Jazz Big Band” e “Soprando Baixo nas Universidades”.

Também já participou de importantes projetos e espetáculos como “Choro das 10”, “Choro na Estação”, “Itajazz”, “A música de nosso tempo”, “Apenas Luisiana”, “De Chiquinha a Chico”, “Tributo a Pixinguinha”, “Soprando Baixo”, “Fim de tarde Instrumental”, além de apresentações constantes com seus trabalhos no cenário musical catarinense.

Aperfeiçoa seus conhecimentos no “Conservatório Giuseppe Verdi” em Torino (Itália). Atualmente integra o grupo ‘Quinteto Enraizados’, duo com o pianista italiano Federico Bonifazi, duo com o baixista Arnou de Melo (Soprando Baixo), Arnou De Melo Quarteto, além de dirigir os trabalhos da “Joinville Jazz Big Band”.

Gledison Zabote. Foto: Mariá Zabote.

Gledison Zabote. Foto: Mariá Zabote.

 

GABRIEL VIEIRA – violino

Multi-instrumentista, Gabriel Vieira, é formado no curso de Bacharel em Violino, Universidade do Estado de Santa Catarina. Natural de Joinville – SC, iniciou seus estudos musicais aos sete anos, na Casa da Cultura – Escola de Música Villa-Lobos (Joinville).  De 2000 a 2006, integrou os grupos joinvilenses Quinteto Anagajanfá, Orquestra Experimental e Orquestra SOSIESC. Atuou como violinista da Orquestra Filarmônica de Jaraguá do Sul do Teatro SCAR, de 2002 a 2008. Ainda neste período, em paralelo com os estudos musicais e os grupos/orquestra que atuava, produziu diversos discos em Joinville, de bandas, cantores, orquestra e grupos de Joinville e região.

Em 2007, ingressou na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), no curso de Bacharel em Música – Opção Violino. Durante o curso, foi orientado pelo professor João Titton (Florianópolis). Também participou de masterclasses os violinistas como Paulo Bosísio (RJ), Levon Ambartsumian (Rússia). Em 2008, realizou sua primeira viajem à Europa, com o intuito de aperfeiçoar seus conhecimentos em Violino Popular, onde obteve aulas particulares com o violinista brasileiro Ricardo Herz, em Paris. Ainda neste período, que durou um mês, também realizou cursos particulares de áudio na Alemanha, no estúdio Studio Audio Works, em Remsheid.

Em 2011 começou a trabalhar no estúdio do músico Alegre Corrêa, dono de uma vasta carreira na Europa, dentre os artistas com que Alegre tocou, se destaca o vienense Joe Zawinul and The Sindicate Band. Junto com Alegre Corrêa, ainda em 2010, retorna a Europa, com o intuito de iniciar um trabalho em produções de audiovisuais musicais, fortalecendo a parceria entre ambos. Em Viena, gravou a música do evento Especial Acústico Brognolli (Florianópolis), junto com os músicos Harry Sockel (Sax) e Lana Cencic (Vox) e Alegre Corrêa (Guitarra).

Em 2012, ano de sua formatura na Universidade do Estado de Santa Catarina, foi vencedor do prêmio de melhor instrumentista, no Festival de Música de Avaré, SP. Decide empreender, e em 2013 abre seu próprio estúdio, Ararura Estúdio Móvel, na cidade de Joinville. Sua filosofia de gravação busca registrar a música de forma mais orgânica possível, além de buscar gravar em locais diferenciados, como casas de campo, teatros, igrejas, salas de ensaios, residências, dentre outros.

Junto com Pedro Loch (Violão) e Rafael Calegari (contrabaixo), forma o grupo Trama Trio e grava seu primeiro disco em 2014, através do edital Elisabete Anderle. Ainda neste período, foi convidado pelo músico Carlinhos Antunes a participar de shows com a Orquestra Mundana em São Paulo, como violinista, realizando concertos durante duas semanas. Foi curador artístico junto com a galeria de artes El Clandestino, em 2015, do projeto Teatro de Bolso, contemplado pelo edital Elisabeth Anderle.

Convidado pelo violinista Pablo Garcia del Pino (Madri), em março de 2016 viaja para Espanha para realizar um masterclass de Violino Brasileiro, na Escuela de Música Creativa. Também realizou um show um duo, com o violonista Fernando Delarua, na respeitada Sala Clamorez Jazz, em Madri. Além dos shows e da masterclass, está produzindo o disco da banda madrilena, Sonífera Isla.

Atualmente integra os grupos “Forrobodó Joinville”, Quinteto Enraizados, Trama Trio, Mauro Albert Quarteto e também possui um duo de música “Neoclássica” com o pianista russo Pavel Kazarian.

Proprietário do estúdio Araruna, em Joinville, já gravou mais de 30 (trinta) trabalhos musicais, entre CD’s e DVD’s. Trabalhos gravados de 2009 a 2016: CD Sonífera Isla (MADRID); DVD Moa Silveira; CD Fernando Delarua (MADRID); CD “Sobre Todas as Cordas” – Carlinhos Antunes; CD Alegre Corrêa e Yamandu Costa; CD Cristiano Forte; DVD Orquestra de Câmara de Blumenau; DVD Orquestra Filarmônica SCAR; DVD Festival de Orquestras de Blumenau; CD Quinteto Catarinense; CD Silverdale; CD Reino Fungi; CD Dudu Godoi; CD Fevereiro da Silva; CD Ursulla; CD Trama Trio – “Mergulho”; CD Fernando de La Rua (Madrid); CD Mazin Silva – Andrew”; CD Bebê Kramer; CD “Realejo” – Gabriel Grossi e Bebê Kramer; CD Denise Fontoura; CD Samuel Moraes – Teatro do Ser; CD Duetango – Tanguedia; CD Tatiana Cobbett e Marcoliva – “Sawabona Shikoba”; CD Tatiana Cobbett e Marcoliva – Corte e Costura”; CD Tatiana Cobbett e Marcoliva – Sonora Parceria”; DVD Dedication Project; DVD Luiz Meira; CD E DVD Paraguay Purahei; CD Coletivo das Flores; CD Ricardo Ledoux – Caos da Manhã; DVD Camerata Florianópolis; DVD Orquestra do IFSC; DVD Arnou De Melo; CD Enraizados; CD Mauro Albert – “Quarteto Optchá”.

Gabriel Vieira.

Gabriel Vieira.

 

Projeto TAC 7:30 apresenta Lily Blumerants & Joinville Jazz Big Band

O Show com participação dos músicos Alegre Corrêa, Gabriel Vieira e Gledison Zabote acontece dia 29 de novembro, às 19h30, no Teatro Álvaro de Carvalho.

A Joinville Jazz Big Band completa cinco anos e iniciou as comemorações com várias apresentações pelo estado de Santa Catarina. Com um repertório autoral, que fará parte do primeiro CD do grupo, além de clássicos do jazz, o Show terá participação dos músicos Alegre Corrêa (guitarra e bateria), Gledison Zabote (saxofone) e Gabriel Vieira (violino), além da apresentação especial da cantora e compositora Lily Blumerants.

Sob a coordenação de Gledison Zabote e direção musical de Marcos Archetti, 17 instrumentistas, divididos em quatro naipes (saxofones/flautas, trombones, trompetes e seção rítmica), executam um variado leque de propostas estilísticas que vai do jazz ao maracatu. Neste concerto comemorativo, o público poderá conferir o resultado deste trabalho, através dos temas Sambaião (Marcos Archetti), Foi Longe (Fábio Oliveira), Tudo Certo (Marcos Archetti), Maracatu pro Carlota (Gledison Zabote), Passarinhos (Marcos Archetti) e Choro de Manhã, Frevo de Madrugada (Madruga).

Lily Blumerants é cantora e compositora com mais de 30 anos de carreira, 7 álbuns e 2 Dvds, transita pelo universo jazzístico, divulgando a música brasileira em turnês pela Europa. Neste show do TAC 7:30, compartilha o palco com a Joinville Jazz Big Band, interpretando canções autorais do disco “Criaturas”, gravado no Rio de Janeiro, com a participação de Jaques Morelenbaum, Gabriel Grossi, Marcelo Costa e o produtor e violonista Muri Costa.

jjbb-2016-cartaz-florianopolis-29-novembro

Joinville Jazz Big Band

Primeira Big Band Jazzística do município de Joinville, a Joinville Jazz Big Band foi idealizada pelo músico Gledison Zabote e iniciou os trabalhos em setembro de 2011. Com apoio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC realiza um projeto de formação continuada com capacitação em harmonia/improvisação, capacitação rítmica, elaboração de arranjos originais, ensaios por naipe e ensaio geral.

Este trabalho transformou a Joinville Jazz Big Band em referência de qualidade musical, lotando todas as apresentações que tem realizado. Destacam-se os concertos no Teatro do Sesc Joinville, 22/09/2013, com participação do baterista Sergio Gomes e da cantora Ana Paula da Silva; no Porão da Liga, 23/02/2014, com arranjos e regência de Rafael do Santos; no Teatro do Sesc Joinville, 13/03/2014, com arranjos de Marcos Archetti e participação do Quarteto Enraizados; no Panorama Musical do Sesc em Jaraguá do Sul, dia 07/11/2014; dois shows no Teatro do Sesc Joinville, 09/11/2014; no Teatro Juarez Machado, em 20/08/2015, com participações da cantora Lily Blumerants e do trombonista Sergio Coelho; no Aldeia Palco Giratório do Sesc, 04/10/2015, no Teatro Municipal de Itajaí, com participações de Lily Blumerants e Sergio Coelho; e o Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, com participações dos músicos Alegre Corrêa, Gabriel Vieira e Lily Blumerants, 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado.

Joinville jazz Big Band – Formação

Saxofones/flautas: Ernst Klipp (coordenador de naipe, sax tenor e flauta), Jônatas Silveira (sax alto), Manoel Coutinho Madruga (sax alto), André Leitzke (sax tenor), Eduardo Santos (sax barítono e flauta). Trombones: Everton Luis Alves (coordenador de naipe), Jeferson Souza, Eliton Faria, Samuel Gessner. Trompetes: Jairo Alexandre Espindula (coordenador de naipe), Jedielson Soares, Thiago Margarida, Joilson de Almeida. Sessão Rítmica: Michel Falcão (coordenador de naipe e contrabaixo), Rafael Vieira (bateria), Fabio Oliveira (piano), Cledemilson Silva (guitarra). Direção Executiva: Gledison Zabote. Direção Musical e Arranjos: Marcos Archetti.

Serviço:

TAC 7:30

SHOW DE LILY BLUMERANTS & JOINVILLE JAZZ BIG BAND

TERÇA – 29 de novembro – 19h30min

Participações especiais: Alegre Corrêa (guitarra e bateria), Gledison Zabote (saxofone) e Gabriel Vieira (violino).

Local: Teatro Álvaro de Carvalho

Rua Marechal Guilherme, 26 – Centro – Florianópolis – SC

Ingressos: R$ 20,00 interira; R$ 10,00 meia-entrada.

Informações: (48) 3665-6401 / www.fcc.sc.gov.br/tac730

Vendas antecipadas na Bilheteria do TAC, das 13 às 19 horas.

JJBB_Joinville Jazz Big Band Foto Mariá Zabote IMG_7042

Show da Joinville Jazz Big Band no Teatro Juarez Machado. Foto Mariá Zabote

Links no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=uikzioxanoA&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC&index=1

https://www.youtube.com/watch?v=EStwjt_sDSI&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC&index=3

https://www.youtube.com/watch?v=EStwjt_sDSI&index=3&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC

https://www.youtube.com/watch?v=BKdVsYlzy0g

Facebook:

https://www.facebook.com/JoinvilleJazzBigBand

LILY BLUMERANTS

Nasceu em Santa Catarina, na cidade de Itajaí. Aos 13 anos começou a se apresentar cantando em programas de calouros pelo estado. Aos 18 anos já cantava profissionalmente em bandas renomadas de bailes. Mas foi somente aos 24 anos que começou sua carreira de compositora, quando gravou seu primeiro compacto LILITH, em São Paulo, pelo selo Lira Paulistana, onde também gravou vocais com Itamar Assumpção no primeiro disco, fazendo parte da chamada “Vanguarda Paulista” na década de 80.

De volta a Santa Catarina, anos mais tarde, forma o grupo Influência do Jazz Quartet com quem gravou o primeiro CD do gênero e divulgou a música brasileira por vários países da Europa em turnês regulares.

Atualmente, Lily Blumerants é produtora do projeto JAM NO MAJ – Jazz no Jardim do Museu de Arte de Joinville, que reúne músicos do gênero de várias regiões do Brasil, Argentina e Uruguai em edições anuais desde 2011. Também se apresenta com a JOINVILLE JAZZ BIG BAND e circula com seu trabalho autoral do disco “Criaturas”.

ÁLBUM AUTORAL “CRIATURAS” – gravado no Rio de Janeiro, o álbum teve a produção musical do violonista MURI COSTA, que tem uma carreira de mais de 15 anos acompanhando Dorival Caymmi e sua família. São 10 canções autorais, algumas em parceria – com o escritor Domingos Pellegrini, o compositor Serginho Almeida e a cantora e compositora Miriam Mirah (Tarancón, Raíces de América) e o próprio Muri Costa com quem divide duas composições. Os músicos convidados são bastante conceituados, como Jaques Morelenbaum (violoncelo), Gabriel Grossi (harmônica), Marcelo Costa (bateria), Danilo Andrade (piano elétrico), Jefferson Lescowich (contrabaixo acústico), Quarteto Primo (vocais), Rafael Caneca (guitarra), Juninho (trompete) e o próprio Muri Costa (violões e vocais).

DISCOGRAFIA

“LILITH” – 1984; “INFLUÊNCIA DO JAZZ” – 2000; “LILY BLUMERANTS” – 2005; “BRAZILIAN WAVE” – ao vivo em Bruxelas – 2010; “BAR REQUEST” – Classic Rock – Acústico DVD e CD – 2011; “CRIATURAS” – álbum autoral – 2012; “JAZZ’N ROLL” – 2014.

Lily_Blumerants

Lily Blumerants.

 

ALEGRE CORRÊA

Músico autodidata, Alegre iniciou sua carreira em 1973, aos 13 anos. No início da década de 1980, mudou-se para Florianópolis, onde atuou, juntamente com o saxofonista e flautista Letieres Leite, na Banda de Neutrons. Mais tarde, já em Porto Alegre (RS), fundou o grupo Circuito Emocional e atuou, em shows e gravações com artistas gaúchos. Com a dissolução do grupo, foi para Santa Rosa (RS), onde trabalhou com o acordeonista Luiz Carlos Borges e, em 1988, mudou-se para Viena (Áustria) onde tocou com músicos importantes e iniciou carreira solo.

O seu primeiro álbum solo, intitulado “Infância”, foi lançado em 1993, contando com o apoio do músico austríaco Mathias Rüegg e com o patrocínio da Thomastik Infield, fabricante de cordas para instrumentos musicais, da qual é endorser. Seu segundo álbum, “Negro Coração”, teve a participação de Hermeto Pascoal, músico com quem dividiu a noite do 1º Florianópolis in Jazz em 1995.

Em suas vindas ao Brasil, Alegre realizou turnês com apresentações em São Paulo (Sesc Pompéia e Parque da Aclimação), Campinas (Unicamp e Platz Auditorium), Florianópolis (UDESC e Teatro Álvaro de Carvalho), Passo Fundo (Instituto da Música e Reitoria da UPF), Porto Alegre (Teatro São Pedro, atuando com a Orquestra de Câmara; Auditório Araújo Viana com a Banda Municipal; e Music Hall Jazz Bar) e São Leopoldo com Renato Borghetti (Unisinos).

Foi o único músico brasileiro convidado a integrar a Vienna Art Orchestra (VAO), uma das mais importantes orquestras de Jazz da Europa.

Foi contemplado com o prêmio HANS KOLLER PREIS por duas vezes, na categoria Melhor Álbum do Ano, com “Mauve”; e na categoria de Músico do Ano – único estrangeiro a ser receber essa honraria.

Dividiu a noite com João Gilberto na Ópera de Viena, e com Renato Borghetti, no Porgy & Bess Jazz Club. Além de ter integrado o grupo de Joe Zawinul, com quem viajou por todos os continentes, participando de importantes festivais como o Chicago Jazz Festival, Nord Sea Festival e o Ford Detroit International Jazz Festival.

Em 2007, ainda com Joe Zawinul, gravou ao vivo em Lugano o álbum 75th, que conquistou o maior prêmio da música mundial, o Grammy Awards americano, na categoria de melhor Álbum de Jazz Contemporâneo.

Alegre Corrêa retornou ao Brasil em 2010, onde montou um estúdio de gravação na cidade de Florianópolis com o objetivo de produzir e incentivar a música brasileira. Continua realizando turnês na Europa, especialmente na Áustria, lugar que o acolheu e onde sua carreira teve início e reconhecimento. Foi em Viena que, em 2013, Alegre tocou com a Tonkünstler Orchestra, a convite do maestro Christian Muthspiel, o concerto “Saudades do Brasil” no templo da música clássica, o Musikverein, e na cidade de St Pölten no Festspealhaus.

Recentemente tocou com seu grupo europeu em vários festivais, como o Sibiu Jazz Festival, na Romênia; além de ter sido convidado para lançar um novo trabalho ao lado do grande guitarrista norte americano Stanley Jordan. Alegre também se dedicou à produzir o 1º Festival Sonora da Ilha, em Florianópolis, e o Festival Art Duo, onde gravou ao vivo o CD que lançaria em 2015 em parceria com Gerald Preinfalk, intitulado Gêmeos. Nesse mesmo ano, em parceria com Robert Zólthan, grava e produz o novo disco, Gondwana, com o Alegre Corrêa Sextett, formado atualmente pelos músicos Alune Wade (Senegal), Gerald Preinfalk (Áustria), Fagner Wesley (Brasil), Matheus Jardim (Brasil) e Gabriel Grossi (Brasil).

Alegre3 crédito Klaus Bichler

 

GABRIEL VIEIRA

Multi-instrumentista, Gabriel Vieira, é formado no curso de Bacharel em Violino, Universidade do Estado de Santa Catarina. Natural de Joinville – SC, iniciou seus estudos musicais aos sete anos, na Casa da Cultura – Escola de Música Villa-Lobos (Joinville).  De 2000 a 2006, integrou os grupos joinvilenses Quinteto Anagajanfá, Orquestra Experimental e Orquestra SOSIESC. Atuou como violinista da Orquestra Filarmônica de Jaraguá do Sul do Teatro SCAR, de 2002 a 2008. Ainda neste período, em paralelo com os estudos musicais e os grupos/orquestra que atuava, produziu diversos discos em Joinville, de bandas, cantores, orquestra e grupos de Joinville e região.

Em 2007, ingressou na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), no curso de Bacharel em Música – Opção Violino. Durante o curso, foi orientado pelo professor João Titton (Florianópolis). Também participou de masterclasses os violinistas como Paulo Bosísio (RJ), Levon Ambartsumian (Rússia). Em 2008, realizou sua primeira viajem à Europa, com o intuito de aperfeiçoar seus conhecimentos em Violino Popular, onde obteve aulas particulares com o violinista brasileiro Ricardo Herz, em Paris. Ainda neste período, que durou um mês, também realizou cursos particulares de áudio na Alemanha, no estúdio Studio Audio Works, em Remsheid.

Em 2011 começou a trabalhar no estúdio do músico Alegre Corrêa, dono de uma vasta carreira na Europa, dentre os artistas com que Alegre tocou, se destaca o vienense Joe Zawinul and The Sindicate Band. Junto com Alegre Corrêa, ainda em 2010, retorna a Europa, com o intuito de iniciar um trabalho em produções de audiovisuais musicais, fortalecendo a parceria entre ambos. Em Viena, gravou a música do evento Especial Acústico Brognolli (Florianópolis), junto com os músicos Harry Sockel (Sax) e Lana Cencic (Vox) e Alegre Corrêa (Guitarra).

Em 2012, ano de sua formatura na Universidade do Estado de Santa Catarina, foi vencedor do prêmio de melhor instrumentista, no Festival de Música de Avaré, SP. Decide empreender, e em 2013 abre seu próprio estúdio, Ararura Estúdio Móvel, na cidade de Joinville. Sua filosofia de gravação busca registrar a música de forma mais orgânica possível, além de buscar gravar em locais diferenciados, como casas de campo, teatros, igrejas, salas de ensaios, residências, dentre outros.

Junto com Pedro Loch (Violão) e Rafael Calegari (contrabaixo), forma o grupo Trama Trio e grava seu primeiro disco em 2014, através do edital Elisabete Anderle. Ainda neste período, foi convidado pelo músico Carlinhos Antunes a participar de shows com a Orquestra Mundana em São Paulo, como violinista, realizando concertos durante duas semanas. Foi curador artístico junto com a galeria de artes El Clandestino, em 2015, do projeto Teatro de Bolso, contemplado pelo edital Elisabeth Anderle.

Convidado pelo violinista Pablo Garcia del Pino (Madri), em março de 2016 viaja para Espanha para realizar um masterclass de Violino Brasileiro, na Escuela de Música Creativa. Também realizou um show um duo, com o violonista Fernando Delarua, na respeitada Sala Clamorez Jazz, em Madri. Além dos shows e da masterclass, está produzindo o disco da banda madrilena, Sonífera Isla.

Atualmente integra os grupos “Forrobodó Joinville”, Quinteto Enraizados, Trama Trio, Mauro Albert Quarteto e também possui um duo de música “Neoclássica” com o pianista russo Pavel Kazarian.

Proprietário do estúdio Araruna, em Joinville, já gravou mais de 30 (trinta) trabalhos musicais, entre CD’s e DVD’s. Trabalhos gravados de 2009 a 2016: CD Sonífera Isla (MADRID); DVD Moa Silveira; CD Fernando Delarua (MADRID); CD “Sobre Todas as Cordas” – Carlinhos Antunes; CD Alegre Corrêa e Yamandu Costa; CD Cristiano Forte; DVD Orquestra de Câmara de Blumenau; DVD Orquestra Filarmônica SCAR; DVD Festival de Orquestras de Blumenau; CD Quinteto Catarinense; CD Silverdale; CD Reino Fungi; CD Dudu Godoi; CD Fevereiro da Silva; CD Ursulla; CD Trama Trio – “Mergulho”; CD Fernando de La Rua (Madrid); CD Mazin Silva – Andrew”; CD Bebê Kramer; CD “Realejo” – Gabriel Grossi e Bebê Kramer; CD Denise Fontoura; CD Samuel Moraes – Teatro do Ser; CD Duetango – Tanguedia; CD Tatiana Cobbett e Marcoliva – “Sawabona Shikoba”; CD Tatiana Cobbett e Marcoliva – Corte e Costura”; CD Tatiana Cobbett e Marcoliva – Sonora Parceria”; DVD Dedication Project; DVD Luiz Meira; CD E DVD Paraguay Purahei; CD Coletivo das Flores; CD Ricardo Ledoux – Caos da Manhã; DVD Camerata Florianópolis; DVD Orquestra do IFSC; DVD Arnou De Melo; CD Enraizados; CD Mauro Albert – “Quarteto Optchá”.

Gabriel Vieira

Gabriel Vieira.

 

GLEDISON ZABOTE

Nascido em Joinville, Gledison Zabote começou seu contato com o mundo musical muito cedo, iniciando na bateria e violão. Tempos depois descobriu o saxofone onde pôde se identificar com a música brasileira e o jazz. Estudou saxofone com Cláudio Moraes (SC), Vitor Alcântara (SP) e Emanuele Cisi (Italia). É formado em Harmonia e Improvisação pelo Conservatório Belas Artes de Joinville (Prof. Cássio Moura), além de participar de várias oficinas e workshops com grandes músicos de destaque nacional como, Roberto Sion, Marcelo Martins, Lupa Santiago, Carlos Ezequiel, Mario Sève, Nelson Faria, Conrado Paulino, Vinicius Dorin, Léa Freire, Daniel Maudonet, Gilberto De Syllos, Arismar do Espírito do Santo etc.

Já tocou com nomes como Vinicius Dorin, Fábio Torres, Heraldo do Monte, Bob Wyatt, Arismar do Espírito Santo, Gilberto de Syllos, Sergio Coelho, Ana Paula da Silva, Marcos Archetti, Martin Reuter etc.

Participou como músico atuante em diversos festivais de jazz. Recentemente integrando “Arnou de Melo Quarteto” realizou a turnê “Monções” em cidades da Itália e Espanha. Com seu mais recente trabalho, um duo com o pianista italiano Federico Bonifazi, fez parte da programação do “Torino Jazz Festival 2015”. Integrando “Cássio Moura Quinteto” apresentou-se em 2013 no 3º Jurerê Jazz Festival. Também participou de três edições do Joinville Jazz Festival ao lado de “Cássio Moura grupo”, “Dedo de Prosa”, “Banda do 62º Batalhão de Infantaria” e da “Joinville All Star Band” juntamente com Zuza Homem de Mello e Heraldo do Monte.

Dentro da programação do “Circuito SESC de Música 2015”, circulou junto a “Arnou de Melo Quarteto” por 26 cidades de Santa Catarina. Em 2012 circulou por duas vezes em duo com o baixista Arnou de Melo com o concerto “Soprando Baixo”. Em 2013 com este mesmo trabalho, realizou uma turnê que incluiu cidades de SC (Florianópolis, Joinville e Chapecó) e da Argentina (Mar del Plata, La Plata e Buenos Aires).  Em 2014 o duo lançou seu primeiro disco: “Soprando Baixo”.

Dirige e produz os trabalhos da “Joinville Jazz Big Band”, pioneira em seu estilo em Joinville (Projeto contemplado pelo Mecenato Municipal 2012). Integra diversos projetos culturais onde se destaca: o projeto “Um Dedo de Prosa sobre o Jazz”, “Impressões Musicais”, “Joinville Jazz Big Band” e “Soprando Baixo nas Universidades”.

Também já participou de importantes projetos e espetáculos como “Choro das 10”, “Choro na Estação”, “Itajazz”, “A música de nosso tempo”, “Apenas Luisiana”, “De Chiquinha a Chico”, “Tributo a Pixinguinha”, “Soprando Baixo”, “Fim de tarde Instrumental”, além de apresentações constantes com seus trabalhos no cenário musical catarinense.

Aperfeiçoa seus conhecimentos no “Conservatório Giuseppe Verdi” em Torino (Itália). Atualmente integra o grupo ‘Quinteto Enraizados’, duo com o pianista italiano Federico Bonifazi, duo com o baixista Arnou de Melo (Soprando Baixo), Arnou De Melo Quarteto, além de dirigir os trabalhos da “Joinville Jazz Big Band”.

Gledison 1

Gledison Zabote.

Mais Informações:

Marcos Archetti: (47) 9623-5799

Mirian Arins: (47) 9965-4637

upa.arte@gmail.com – upacultura.wordpress.com

21 de novembro de 2016.

Fotos: Mariá Zabote e Mirian Arins

Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

Oficina de Capacitação de Professores – Livro Didático Musical “Percussão Catarina”

Seguem até sexta (25/11), as inscrições para a Oficina de Capacitação de Professores para a aplicação do Livro Didático Musical “Percussão Catarina”. O evento é dirigido para professores de artes da rede municipal, músicos e artistas em geral e abordará o uso do Livro como material de apoio pedagógico. A Oficina acontecerá no dia 28/11, das 13h30 às 17h30, no Espaço do Projeto Oficinas, na rua Angelina (anexo ao CAIC), Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas nas secretarias das escolas ou pelo e-mail: projetos.epec@gmail.com . Cada participante receberá uma unidade do Livro.

Baixe aqui a sua ficha: ficha-de-inscricao

O Livro Didático Musical “Percussão Catarina” traz a catalogação dos ritmos e instrumentos de percussão utilizados por grupos folclóricos catarinenses, além de quatro peças musicais autorais, inspiradas nas células rítmicas, nos instrumentos de percussão e nas melodias dos cantos encontrados durante o processo de pesquisa.

Idealizado pelos músicos multi-instrumentistas Rodrigo Paiva e Luciano Candemil, o livro foi lançado dia 15/11, na Feira do Livro de Balneário Camboriú. A publicação busca atender a demanda por materiais didáticos no âmbito da educação musical, gerada pela implantação da Lei 11.769/08, que trata da obrigatoriedade do ensino de música nas escolas, e servirá como material de apoio pedagógico para professores, músicos e centros de pesquisa cultural.

A atividade é uma contrapartida social do Projeto Livro Didático Musical “Percussão Catarina”, patrocinado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú LIC FCBC – 2015.

cartaz-oficina-percussao-catarina

Projeto Percussão Catarina

O Projeto Percussão Catarina teve origem em 2010, a partir da pesquisa do músico Luciano Candemil, que através da Bolsa de Iniciação Científica do Curso de Música da Univali, com orientação do professor Rodrigo Paiva, catalogou mais de 100 instrumentos de percussão que são utilizados nas manifestações folclóricas catarinenses. Desta pesquisa, surgiram iniciativas de divulgação e compartilhamento dos dados com a comunidade em geral, que contaram com o apoio da Fundação Cultural e da Lei de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú.

Em 2014 foram oferecidas 10 oficinas de construção destes instrumentos com materiais reciclados para alunos da rede municipal. Em 2015, o projeto ganhou forma de uma Aula-Show em que os instrumentos são apresentados com suas canções características e foi levado a cinco escolas públicas municipais, com um público aproximado de 300 estudantes e professores.

Esta trilogia se fecha em 2016, com o lançamento do Livro Musical Didático “Percussão Catarina”, que será distribuído gratuitamente às escolas públicas, centros culturais, instituições e projetos que trabalhem com educação musical. O livro servirá como apoio ao professor que quiser trabalhar o conteúdo nas aulas.

Luciano Candemil e Rodrigo Paiva no Lançamento do Livro Didático Musical Percussão Catarina, dia 15/11/2016, na Feira do Livro de Balneário Camboriú. Foto: Mirian Arins.

Luciano Candemil e Rodrigo Paiva no Lançamento do Livro Didático Musical Percussão Catarina, dia 15/11/2016, na Feira do Livro de Balneário Camboriú. Foto: Mirian Arins.

Sobre os Autores:

Rodrigo Paiva é músico profissional desde 1989. Licenciado em Música pela UDESC, Mestre e Doutor em Música pela UNICAMP. Exerce suas atividades como professor nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Música da Univali em Itajaí e, em oficinas, workshops e cursos de formação continuada para professores. Também atua como pesquisador em música popular e erudita. Atualmente, integra a Orquestra Camerata Florianópolis e realiza a direção musical e coordenação do GPI – Grupo de Percussão de Itajaí. Autor do livro “Bateria e Percussão Brasileira em Grupo: composições para prática de conjunto e aulas coletivas”. É co-autor do “Livro do Aluno – Percussão – Bateria” e do “Livro do Aluno – Bateria”, lançados pelo Projeto Guri de São Paulo.

Luciano Candemil é natural de Florianópolis atua como percussionista, compositor, professor, pesquisador e produtor musical. Atualmente é discente do Curso de Mestrado Acadêmico em Música da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), na área de etnomusicologia. Tem as seguintes titulações cursadas na Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI): Especialização em Educação Musical; Licenciatura em Música; e Bacharelado em Música (Percussão Popular), com Mérito Estudantil. Tem diversos artigos publicados em congressos nacionais e internacionais (Argentina, Cuba, Espanha e Portugal). Na área artística, como compositor, destaque para o CD autoral Candemil e Quilha – Na cara do bicho; as diversas premiações recebidas em festivais de música; e as composições da Aula-Show Percussão Catarina. Como produtor musical, idealizou e dirigiu os projetos CD´s Minha Vila Minha Escola vol.01 e vol.02. Desde 2010 é integrante do Grupo de Percussão de Itajaí.

 

Serviço:

Oficina de Capacitação de Professores para a aplicação do Livro Didático Musical “Percussão Catarina”

Segunda – 28 de novembro

Horário: Das 13h30 às 17h30.

Local: Espaço do Projeto Oficinas

Endereço: Rua Angelina (anexo ao CAIC) – Bairro dos Municípios – Balneário Camboriú.

Inscrições Gratuitas – podem ser feitas nas secretarias das escolas ou pelo e-mail: projetos.epec@gmail.com – até o dia 25 de novembro.

ficha-de-inscricao

Fan Page:

https://www.facebook.com/Percuss%C3%A3o-Catarina-791638540898945/

Blog:

http://percussaocatarina.blogspot.com.br/

 

Mais Informações:
Mirian Arins: (47) 9965-4637
upa.arte@gmail.com
Bia Mattar: (47) 9262-6543
Rodrigo Paiva: (47) 9262-6841
Luciano Candemil (47) 9644-3299
Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)

 

Joinville Jazz Big Band faz show gratuito na Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior

A Joinville Jazz Big Band realiza um concerto didático gratuito, com participação especial do guitarrista Junior Gonçalves, nesta sexta (18/11), às 19 horas, na Casa da Cultura de Joinville. Sob a coordenação de Gledison Zabote e direção musical de Marcos Archetti, 17 instrumentistas, divididos em quatro naipes (saxofones/flautas, trombones, trompetes e seção rítmica) executam um variado leque de propostas estilísticas que vai do jazz ao maracatu. Além do repertório autoral, que fará parte do primeiro CD do grupo, a apresentação traz clássicos do jazz arranjados especialmente para esta formação.

A apresentação faz parte da contrapartida social do Projeto Joinville Jazz Big Band – Manutenção de Grupos. A Joinville Jazz Big Band reúne-se todas as segundas, a partir das 19 horas, na Escola Municipal Pastor Hans Müller, para as suas atividades de formação e ensaios. O projeto tem apoio cultural do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC Joinville.

cartaz-a3-joinville-jazz-big-band-18-de-novembro-2016

Joinville Jazz Big Band

Primeira Big Band Jazzística do município de Joinville, a Joinville Jazz Big Band foi idealizada pelo músico Gledison Zabote e iniciou os trabalhos em setembro de 2011. De forma voluntária, músicos profissionais e amadores que possuíam interesse em aprender e desenvolver a linguagem do jazz nesta formação, mas que não encontravam espaços formais para aprimorá-la, decidiram montar a Big Band e iniciar os primeiros ensaios. No final de 2012 o Grupo teve seu primeiro projeto aprovado no mecenato de Joinville, o que possibilitou um ano de formação, ensaios e shows.

Após um período sem apoio institucional, o Grupo volta a receber o incentivo da Prefeitura Municipal de Joinville, por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – SIMDEC / Fundação Cultural de Joinville, Projeto Joinville Jazz Big Band, modalidade Manutenção de Grupos. Com estes recursos, a Joinville Jazz Big Band retoma em 2015 o projeto de formação continuada com capacitação em harmonia/improvisação, capacitação rítmica, elaboração de arranjos originais, ensaios por naipe e ensaio geral. Como contrapartida, serão realizados seis concertos gratuitos em diversos locais da cidade.

Este trabalho transformou a Big Band em referência de qualidade musical de Joinville, lotando todas as apresentações que tem realizado. Destacam-se os concertos na Escola Municipal Pastor Hans Müller, em 17/08/2013; no Teatro do Sesc Joinville, em 22/09/2013, com participação especial do baterista Sergio Gomes e da cantora Ana Paula da Silva; no Projeto Concertos Matinais na Sociedade Cultural Lírica e na Capela Santa Edwiges (bairro Fátima), em 20/10/2013; no Porão da Liga, dia 23/02/2014, com arranjos e regência de Rafael do Santos; no Teatro do Sesc Joinville, em 13/03/2014, com arranjos de Marcos Archetti e participação especial do Quarteto Enraizados; na Casa da Cultura Fausto da Rocha Júnior, em 31/03/2014; no Domingos Musicais da Sociedade Cultural Alemã de Joinville, em 04/05/2014; no Panorama Musical do Sesc em Jaraguá do Sul, no dia 07/11/2014; dois shows no Teatro do Sesc Joinville, em 09/11/2014; no Porão da Liga, dia 14/05/2015; no Teatro Juarez Machado, em 20/08/2015, com participações especiais da cantora Lily Blumerants e do trombonista Sergio Coelho; no Aldeia Palco Giratório do Sesc, dia 04/10/2015, no Teatro Municipal de Itajaí, com participações de Lily Blumerants e Sergio Coelho; na Feira do Príncipe, em 08/05/2016; no Domingos Musicais da Sociedade Cultural Alemã de Joinville, em 18/06/2016; e o Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, com participações especiais dos músicos Alegre Corrêa, Gabriel Vieira e Lily Blumerants, dia 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado.

show-de-5-anos-da-jjbb-08-09-2016-teatro-juarez-machado-foto-mirian-arins-dsc_0005-red

Show de 5 Anos da Joinville Jazz Big Band, dia 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado. Foto Mirian Arins.

Formação
Saxofones/flautas: Ernst Klipp (coordenador de naipe, sax tenor e flauta), Jônatas Silveira (sax alto), Manoel Coutinho Madruga (sax alto), André Leitzke (sax tenor), Eduardo Santos (sax barítono e flauta). Trombones: Everton Luis Alves (coordenador de naipe), Jeferson Souza, Eliton Faria, Samuel Gessner. Trompetes: Jairo Alexandre Espindula (coordenador de naipe), Jedielson Soares, Thiago Margarida, Joilson de Almeida. Sessão Rítmica: Michel Falcão (coordenador de naipe e contrabaixo), Rafael Vieira (bateria), Fabio Oliveira (piano), Cledemilson Silva (guitarra). Direção Executiva: Gledison Zabote. Direção Musical e Arranjos: Marcos Archetti.

Participação especial: Junior Gonçalves (guitarra).

show-de-5-anos-da-jjbb-08-09-2016-teatro-juarez-machado-foto-mirian-arins-dsc_0228-red

Show de 5 Anos da Joinville jazz Big Band, dia 08/09/2016, no Teatro Juarez Machado. Foto Mirian Arins.

Serviço:

Concerto Didático da Joinville Jazz Big Band

Sexta-feira – 18/11 – Às 19 horas

Local: Auditório da Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior

Rua Dona Francisca, 800 – Saguaçu – Joinville – SC

Entrada Franca

JJBB no Teatro Municipal de Itajaí em 04 10 2015 - foto Mirian Arins DSC_0532

JJBB no Teatro Municipal de Itajaí, em 04 10 2015. Foto Mirian Arins.

Links no YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=uikzioxanoA&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC&index=1

https://www.youtube.com/watch?v=EStwjt_sDSI&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC&index=3

https://www.youtube.com/watch?v=EStwjt_sDSI&index=3&list=PLexNMuSDP3aS75ThuFprgc1xaaOQZTrSC

https://www.youtube.com/watch?v=BKdVsYlzy0g

Facebook:

https://www.facebook.com/JoinvilleJazzBigBand

JJBB_Joinville Jazz Big Band IMG_6940 Foto Mariá Zabote

Joinville Jazz Big Band no Teatro Juarez Machado. Foto Mariá Zabote.

Mais Informações:
Marcos Archetti: (47) 9623-5799
Mirian Arins: (47) 9965-4637
upa.arte@gmail.com – upacultura.wordpress.com
16 de novembro de 2016.
Fotos: Mariá Zabote e Mirian Arins.
Jornalista responsável: Mirian Arins (DRT SC 01762 JP)